PRETO-Branco

FESTIVAL DE MARIONETAS EM OEIRAS 2019

A 4ª edição do MÓ volta em Maio e Junho a Oeiras para mais uma festa com espetáculos de marionetas de companhias profissionais nacionais de marionetas do Norte e Sul do país e ainda companhias internacionais.

De acesso gratuito para toda a família, este ano o MÓ traz-nos diversos espetáculos de marionetas em diferentes técnicas: manipulação direta, de fios, de luva, teatro objetos e outros.

A 4ª edição deste festival de Marionetas terá maior número de espetáculos no Centro Histórico de Oeiras e Recinto da Feira, nos dias 1 e 2 de Junho e tem ínicio nos dias 30 e 31 de Maio, com espetáculos nas Escolas públicas do concelho e Recinto da Feira.


De 30 de Maio a 2 de Junho de 2019.
Programação brevemente disponível

 

ESCOLAS E CENTRO HISTÓRICO

Acesso Livre

Com o compromisso de envolver também a comunidade escolar além dos espetáculos apresentados em diversos locais do Centro Histórico da Vila de Oeiras e do Recinto da Feira de Oeiras, o MÓ volta a apresentar espetáculos nas escolas públicas, possibilitando aos alunos do ensino público o acesso a espetáculos de marionetas, fomentando assim o gosto e interesse dos mais novos por esta arte.
De acesso livre os espetáculos o MÓ convidam os Oeirenses a participarem neste evento cultural único no concelho.
É objetivo deste festival continuar a dinamizar o Centro Histórico de Oeiras, através de um evento cultural único, de qualidade, para um público Familiar (infantil e adulto) de forma integrante com a comunidade escolar, colocando assim o município de Oeiras na rota nacional e internacional de eventos culturais diferenciadores.

OEIRAS

Situado entre os concelhos de Lisboa, Amadora, Sintra e Cascais e confinando com o estuário do Tejo, Oeiras é passagem obrigatória e agradável a qualquer visitante. A abertura em anfiteatro sobre o estuário do Tejo, dá-lhe a temperança dos ventos húmidos e o desafogo de um horizonte quase sempre marcado pelas águas entre rio e oceano. A riqueza dos solos, hoje menos recordada, e a proximidade a Lisboa destinaram-no, desde cedo, a um papel notável na envolvente da capital.